Sábado, 21 de Abril de 2012

Havia uma luz...

Havia Sinais, Sinais que pareciam encorajar, 
A indicar o caminho, a sugerir felicidade
Havia uma Luz, distante, que me parecia convidar...

Havia musica, canções de amor,
Poemas que me pareciam só a mim sussurrar
Havia Tango e sonhos de sensualidade
Havia paixão, sorrisos, alegria, havia até calor
Até vi segredos, pensei, só por nós partilhados

Depois perguntei-te. Depois perguntei...

E então vi indiferença, recusa, irritação, desespero
E já de novo consegui ver, que afinal não sei
Afinal nada sou, afinal nada é certo ou inteiro
Nada mais ouvirei de ti, afinal o que é que eu pensei?
sinto-me: só triste
|| tags: , ,
publicado por Sergio às 23:44
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De momentosdisparatados a 26 de Abril de 2012 às 17:59
Poema romantico, mas tristonho.
Beijinho

Comentar post

|| mais ...

pesquisar

 

Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
23
24
25
26
27
28
29
30

|| posts recentes

Desistir da Felicidade é ...

Havia uma luz...

All is forgotten...

Sem dormir, outra vez

Desculpem...

A rasoura de Occam, o meu...

Queres ser Escritor em Po...

Não é giro, mesmo, que fa...

Sera que vem aí o bom tem...

Fraude no paraíso das ant...

Praxe Administrativa

Estíolo

A doce calmaria

Acabei de notar...

Manifesto (de Janeiro...)

|| arquivos

Abril 2012

Março 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Março 2011

Fevereiro 2009

Setembro 2008

Fevereiro 2008

Junho 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Dezembro 2005

|| tags

todas as tags

|| favoritos

Efeméride

Os velhos do restelo

|| links

|| imagens

blogs SAPO

subscrever feeds